POR POUCO NÃO HOUVE VITÓRIA DA CORRUPÇÃO NO STF: 5 ministros votaram a favor de prescrever o ressarcimento de recursos desviados

Em várias votações do STF de processos que visam combater a corrupção, cinco ministros votam amenizando o lado do corrupto. Três deles são quase constantes em amenizar punições aos que praticam a grande corrupção, são eles Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello.
Nesta quarta-feira (08), os 11 ministros do STF julgaram sobre a prescrição de ressarcimento aos cofres públicos contra agentes que cometam ato de improbidade administrativa. Cinco votaram a favor da prescrição para livrar os corruptos de ressarcir o que roubaram.
Quase os criminosos da política comemoram uma vitória da corrupção.     
Como votaram os ministros
Contra a prescrição A favor da prescrição
Edson Fachin Alexandre de Moraes
Rosa Weber Dias Toffoli
Luís Roberto Barroso Ricardo Lewandowski
Luiz Fux Gilmar Mendes
Celso de Mello Marco Aurélio Mello
Cármen Lúcia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.