Serviçais do comunista aprovam escorchante aumento de impostos

24 deputados estaduais do Maranhão que comem na tábua do comunista Flávio Dino aprovaram nesta quarta-feira (05) mais aumento de impostos a serem pagos pelo povo do Maranhão.

Aprovaram  o Projeto de Lei n° 239/18 de Flávio Dino, que já recebeu o apelido de papa tudo. Como o aumento de impostos, o comunista pretende arrecadar R$ 1.000.000.000,00 (um bilhão de reais).

Votaram a favor

Antonio Pereira (DEM)
Bira do Pindaré (PSB)
Cabo Campos (PEN)
Edivaldo Holanda (PTC)
Edson Araújo (PSB)
Fábio Macedo (PDT)
Franscisca Primo (PCdoB)
Glalbert Cutrim (PDT)
Hemetério Weba (PP)
Júnior Verde (PRB)
Levi Pontes (PCdoB)
Marco Aurélio (PCdoB)
Marcos Caldas (PTB)
Neto Evangelista (DEM)
Paulo Neto (DEM)
Rafael Leitoa (PDT)
Raimundo Cutrim (PCdoB)
Ricardo Rios (SD)
Rogério Cafeteira (DEM)
Sérgio Frota (PR)
Stênio Rezende (DEM)
Valéria Macedo (PDT)
Vinícius Louro (PR)
Zé Inácio (PT)

Votaram contra:

Adriano Sarney (PV)
César Pires (PV),
Léo Cunha (PSC)
Max Barros (PMB)
Nina Melo (MDB)
Roberto Costa (MDB),
Wellington do Curso (PSDB)

Abstenção:

Eduardo Braide (PMN)

Conforme informa o blog do Edgar Ribeiro – “Na sua proposta, o comunista altera de uma lapada só três leis estaduais que compõem o Sistema Tributário do Estado. De início, Dino proíbe quaisquer benefícios ou incentivos fiscais nas operações feitas pelo contribuinte.
– Depois acrescenta ao Sistema Tributário uma nova alíquota de 16,5% nas operações com óleo diesel e biodiesel, acrescentando mais dois 2% . Isso na cadeia final, onde fica o consumidor lasca tudo mundo.
– Tributa refrigerantes em 25%, acrescentando esse item de consumo do povo na alínea “a” do inciso IV, do art. 23, da Lei Estadual Lei nº 7.799/02.
– Cria outra nova alíquota de 28,5% para tributar gasolina; bebidas alcoólicas; cervejas e chopes; bebidas energéticas; embarcações de esporte e de recreação, dentre outros.
– Sobre IPVA atrasado, Flávio mostra a severidade de um ditador comunista – quer:
– Multa de 9,9%
– Juros de Mora pela taxa selic
– Correção monetária
Ampliou as faixas de tributação de aquisições em outros Estados, lascando com os empresários que precisam adquirirem insumos ou produtos em outros estados. Acrescentou uma faixa de 4,10% e outra de 4,30%. Além de todos os impostos que os empresários pagam”. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.