Os agentes comunistas MANUELA D’ÁVILA e GLENN GREENWALD são coautores dos três crimes dos hackers

O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, afirmou em um despacho que há firmes indícios de que o grupo de hackers cometeu ao menos três crimes. Nesse crimes figuram Manuela D’Ávila e o jornalista GLENN GREENWALD.

ENTENDA O PORQUÊ MANUELA D’ÁVILA E O JORNALISTA GLENN GREENWALD SÃO COAUTORES DOS TRÊS CRIMES DOS HACKERS

Coautor é aquele que detém o domínio do fato, ou seja aquele que presta contribuição essencial para pratica da infração penal, embora não atue diretamente na sua execução.

A Coautoria de MANUELA D’ÁVILA e do jornalista GLENN GREENWALD fica caracterizada pelo seguinte fato relatado no depoimento do Hacker WALTER DELGATTI NETO:

” … fez o envio para ela de uma gravação de áudio entre os procuradores da República ORLANDO e JANUÁRIO PALUDO; QUE …, cerca de 10 minutos após ter enviado o áudio, recebeu uma mensagem no TELEGRAM do jornalista GLENN GREENWALD, que afirmou ter interesse no material”.

Tendo conhecimento do crime e, em vez de informar as autoridades, Manuela D’Ávila e Glenn Greenwald preferiram ajudar o hacker criminoso a tirar o máximo de proveito do ato criminoso.

Manuela D’Ávila e Glenn Greenwald detinham o domínio do fato e, portanto, podiam impedir a consumação final do crime, ainda que não fossem autores direto do hackeamento. Podiam, inclusive, cessarem o crime, comunicando as autoridades policiais.

O Código Penal assim determina:

“Art. 29 – Quem, de qualquer modo, concorre para o crime incide nas penas a este cominadas, na medida de sua culpabilidade”. (Redação dada pela Lei nº 7.209/84).

POR QUE MANUELA D’ÁVILA E GLENN GREENWALD NÃO IMPEDIRAM A CONSUMAÇÃO DO CRIME?

Não impediram porque tinham interesse no seu resultado (domínio da vontade) – interesse politico-ideológico de ataque à Lava Jato e às demais instituições da República Federativa para fragilizá-las e com isso conseguirem a soltura do chefe da maior organização criminosa que quase eleva o Brasil ao status da Venezuela.

Manuela D’Ávila e Glenn Greenwald são coautores dos crimes de devassa de conversas das autoridades brasileiras, devendo, inclusive ser enquadrados em crimes contra a segurança nacional e terrorismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.